Páginas

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Quaresma, tempo de fazer Retiro Espiritual

Cidade do Vaticano (RV) – Penúltimo dia de retiro para o Papa e Cúria Romana na Casa Divino Mestre, em Ariccia.
Na quarta-feira, o carmelita analisou detalhadamente o diálogo entre Deus e o Profeta, em que o Senhor o obriga a olhar para dentro de si e a dar voz às suas inquietações. Eis então que Deus lhe diz: “Vai, retoma teu caminho”.“Também nós somos chamados a reencontrar frescor e colocar-nos a caminho. E se estamos como Elias, desiludidos, cansados, acreditando ser melhor que os outros, deixemo-nos surpreender por Deus e iniciemos um novo caminho”, convidou o Pe. Secondin.Um convite enriquecido com uma série de sugestões concretas: “Retome o caminho nas periferias, celebrando nas barracas, almoçando com quem tem pouco para comer. Ali, entenderá onde Deus o espera”.O retiro do Papa e de seus colaboradores encerra-se na sexta-feira (27/02), quando regressará ao Vaticano para retomar suas atividades habituais.De fato, a Quaresma é o momento propício para se retirar e se preparar para o ápice da vida cristã, como nos explica de Teresina, no Piauí, o jesuíta Antônio Barônio. Clique acima para ouvir.As meditações do pregador Padre Bruno Secondin são baseadas na leitura pastoral do Profeta Elias.

IRMÃS DE MARIA MISSIONÁRIA

As Irmãs de Maria Missionária atuam na Diocese de Guarabira, desde 07 de dezembro de 1994, com o seu carisma da missionariedade. Inicialmente com a assistência do Padre Celestino Grillo.
Jesus é a razão de ser de tudo o que fazemos. Mantemos relação profunda com Ele nos sacramentos, na oração pessoal e comunitária e na ação apostólica.
Como em Pentecostes, seu Espírito nos lança ao mundo com entusiasmo e generosidade, para continuarmos sua obra de salvação em nossa missão evangelizadora.
FUNDADORA: Irmã Maria das Neves Macena.
ESPIRITUALIDADE: Mariana, vivida a partir de Maria, primeira missionária, que acolheu alegremente, com fé e humildade a vontade de Deus em sua vida: “Eu sou a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra”. (Lc 1-38).
CARISMA: Ser no mundo um sinal da presença de Deus, contemplando, anunciando e testemunhando a vida do Cristo missionário, especialmente junto aos mais pobres, na oração e na missão.
O trabalho missionário pertence ao núcleo de nossa vida. Pastoralmente, atuamos através:
- das Escolas de formação missionárias. (ESFORMIS);
- da formação de lideranças;
- do acompanhamento a grupos, pastorais e comunidades;
- do ministério da visitação;
- da confecção de trabalhos artesanais com crianças e adolescentes;
- do atendimento aos pobres.
***   ***   ***
“Naqueles dias, Maria pôs-se a caminho para a região montanhosa, dirigindo-se apressadamente a uma cidade de Judá.” (Lc 1-39).
“Prefiro uma Igreja acidentada, ferida e enlameada por ter saído pelas estradas, a uma Igreja enferma pelo fechamento e a comodidade de se agarrar às próprias seguranças.” (Papa Francisco)
                                                                               

Você deseja ser uma Irmã de Maria Missionária? Junte-se a nós!
Atualmente, residimos no Recanto Maria Missionária (Guarabira) e na cidade de Araçagi.
Telefone para contato: 8726-1828 / 9638-6588.




sábado, 21 de fevereiro de 2015

Apresentação Canônica na Paróquia Nossa Senhora do Livramento

Na noite deste sábado (21), a comunidade se reuniu na Matriz de Nossa Senhora do Livramento para acolher, na missa presidida pelo bispo diocesano Dom Francisco Dantas de Lucena, os novos padres nomeados para esta paróquia e que passaram a guiar o povo de Deus, no município de Bananeiras-PB.
O Pe. Jandeilson Rodrigues de Alencar, foi nomeado para a função de Administrador Paroquial, eo recém ordenado Pe. Francisco da Silva Marques. Após a celebração foram acolhidos pela comunidade no salão atrás da igreja com uma recepção organizada pelos líderes de pastoral, movimentos, comunidades e grupos.

O Pe. Jandeilson destacou que estava reencontrando o povo de Bananeiras, pois, já havia desenvolvido projetos sociais nas comunidades e servido na paroquia junto com o Pe. Pedro, como também, havia trabalhado na Rádio Integração do Brejo, por isso, se sentia em casa. Comprometeu-se em servir e afirmou estar a disposição das comunidades e pastorais. “Podem contar comigo”.

Para o Pe. Francisco, com apenas 11 dias de ordenado, era um momento muito feliz por iniciar seu ministério na paroquia dedicada a mãe de Deus.  “A qual tenho uma grande devoção”. Destacou também na sua fala, as palavras do Papa Bento na ocasião de sua eleição. “O que mais me agrada é que Deus pega instrumentos insuficientes e sabe trabalhar com todos eles”.


Inara Neves / PASCOM Diocesana

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Romaria do Padre Ibiapina reúne mais de 20 mil peregrinos



A Romaria ao Santuário de Santa Fé, no município de Solânea, reuniu mais de 20 mil pessoas, na tarde de ontem. O evento marcou os 132 anos de falecimento do Pe. Ibiapiana. Durante todo o dia diversas celebrações aconteceram e à tarde o Bispo de Guarabira, Dom Francisco de Assis Dantas de Lucena presidiu a Santa Missa. Participaram mais de 32 padres da Diocese de Guarabira e de vários outros estados nordestinos.
O Pe. Ibiapina, cujo processo de beatificação tramita no Vaticano, viveu no século 19. Estava com 47 anos quando foi ordenado sacerdote e percorreu a pé e a cavalo os sertões nordestinos, onde fundava casas de caridade, acolhia órfãos e viúvas, construía Igrejas, como as de Bananeiras e Pilões, na Paraíba, e cemitérios para que os pobre fossem enterrados.
Na grande seca de 1877, quando ele já residia em Arara, não deixou que os pobres morressem de sede. Na pequena propriedade havia um açude que fornecia água para a população. “Achavam que ele estava louco”, nos conta o padre belga José Floren, atual Reitor do Santuário, pelo fato de continuar dando comida e água à população.
Quando sugeriram que interrompesse o atendimento ele disse que preferiria morrer com os pobres. “Depois disso, era perto da festa da Conceição, começou uma grande chuva, após três longos anos de seca”, nos conta o Pe. Floren.
“O programa da Caridade é morrer com os pobres  sequiosos e famintos, e não de vê-los morrer à sede a fome. Essa é a lei fundamental da Caridade”, afirmou o Pe. Ernando Teixeira, historiador, numa referencia à missão do Pe. Ibiapina.
Ontem em Santa Fé, Dom Lucena, Bispo de Guarabira, assinalou que, em momentos de grande seca como a que estamos vivenciando, a mensagem de Ibiapina é mais e mais presente: a solidariedade para com os pobres e a necessidade de preservarmos a natureza.
Na opinião do Pe, Cristiano Mufller, que viajou mais de 900 quilômetros para participar da peregrinação, o Pe. Ibiapina foi um homem à frente de seu tempo. “Ele compreendeu como pouco a mensagem do Evangelho, pois viveu com os pobres, os ajudou e ensinou a libertação. Quando os pobres não tinham onde ser enterrados, pois os ricos eram sepultados nas Igrejas, fez mutirões e construiu cemitérios”, concluiu. O Pe. Cristiano, atualmente residindo em Salvador, foi um dos fundadores da Diocese de Guarabira, ao lado de Dom Marcelo Carvalheira.
O Pe. Ibiapina morreu em 19 de fevereiro de 1883 e seu corpo está sepultado na capela da Casa de Caridade, por ele construída, em Santa Fé, O processo de beatificação está em curso e o mesmo poderá ser beatificado em 2017, quando da visita do Papa Francisco ao Brasil, durante as comemorações de Aparecida do Norte, enfatizou o Pe. Gaspar Rafael, que nos próximos dias assume o Reitorado do Santuário.





                                                                                                               Fonte: Nordeste 1


Os 15 conselhos bem simples do Papa Francisco para se viver bem a Quaresma



1. Sorrir, um cristão é sempre alegre!
2. Agradecer (mesmo se não “precisar” fazê-lo).
3. Lembrar aos outros que você os ama.
4. Cumprimentar com alegria essas pessoas que você vê todos os dias.
5. Ouvir a história do outro sem preconceito, com amor.
6. Parar para ajudar quando alguém precisar.
7. Incentivar quem está desanimado.
8. Alegrar-se pelas qualidades ou realizações dos outros.
9. Juntar as coisas que você não vai mais usar e dar a quem precisa.
10. Ajudar quando necessário para que outro descanse.
11. Corrigir com amor, e não calar por medo.
12. Ter bons detalhes com os que estão perto de você.
13. Limpar o que eu uso em casa.
14. Ajudar os outros a superar os obstáculos.
15. Ligar para os pais, falar mais com eles.

Papa Francisco